SERVIÇOS

– RESTAURAÇÃO DE FACHADAS EM PINTURA (COM OU SEM TEXTURA).

Preparação das Superfícies.

1 – SERVIÇOS PRELIMINARES:

  • As superfícies a serem pintadas deverão ser inicialmente examinadas minuciosamente, pelo processo de percussão, identificando-se além das partes já desagregadas, as comprometidas do emboço e/ou reboco, quando então estes trechos devem ser removidos;
  • Onde o emboço for retirado até o tijolo ou concreto, o substrato deverá ser chapiscado, utilizando-se argamassa composta de cimento e areia no traço volumétrico de 1:3;
  • Somente depois de decorridas 24 horas de cura do chapisco, poderão estas superfícies, serem emassadas com argamassa, de preferência industrializada, para uma perfeita regularização do revestimento;
  • Em seguida, toda a superfície deve ser lavada, com solução de agua / cloro, na proporção de 1:1, afim de exterminar os fungos eventualmente existentes, utilizando-se máquinas de alta pressão do tipo WAP ou KARCHER;
  • O acabamento das partes restauradas deverá ser feito, tanto quanto possível, obedecendo ao padrão de textura de acabamento do revestimento atual existente;
  • Para o tratamento de trincas e fissuras que estejam firmes ou dos remendos decorrentes de restaurações anteriores malfeitas, deverá ser utilizada massa 100% acrílica, de modo a preencher as cavidades e torná-los tão semelhante quanto possível ao acabamento original.

2- ACABAMENTO DAS SUPERFÍCIES:

  • Após a reparação de todas as camadas anteriores, segue-se com a aplicação de uma demão de FUNDO PREPARADOR DE SUPERFÍCIES, com a finalidade de uma melhor ancoragem e aderência à tinta a ser aplicada;
  • O acabamento final deverá ser dado com duas demãos de tinta 100% acrílica, devendo-se atingir um aspecto final homogêneo.

– RESTAURAÇÃO DE FACHADAS EM CERÂMICAS OU PASTILHAS.

  • As superfícies a serem restauradas deverão ser inicialmente examinadas minuciosamente, pelo processo de percussão, identificando-se além das partes já desagregadas, as comprometidas do emboço e/ou reboco, quando então estes trechos devem ser removidos;
  • Onde a cerâmica ou pastilha for retirada até o tijolo ou concreto, o substrato deverá ser chapiscado, utilizando-se argamassa composta de cimento e areia no traço volumétrico de 1:3;
  • Somente depois de decorridas 24 horas de cura do chapisco, poderão estas superfícies, serem emassadas com argamassa, de preferência industrializada, para uma perfeita regularização do revestimento;
  • Em seguida, toda a superfície deve ser lavada, com solução de agua / cloro, na proporção de 1:1, afim de exterminar os fungos eventualmente existentes ou, agua / detergente neutro, na proporção de 1:1, afim de remover sujeiras ou oleosidades acumuladas, utilizando-se máquinas de alta pressão do tipo WAP ou KARCHER;
  • O acabamento das partes a serem restauradas deverá ser realizado, obedecendo o seguinte critério:
    • No caso de recuperação sem pintura sobre as cerâmicas ou pastilhas, deverão ser utilizadas novos revestimentos semelhantes aos originais existentes;
    • Após a colocação do novo revestimento, serão tomadas as juntas utilizando-se nata de rejunte pré-fabricado, flexível para exterior, e finalmente a retirada do excesso de rejunte utilizando-se sizal;

No caso de pintura sobre as cerâmicas ou pastilhas, deverão ser utilizados novos revestimentos semelhantes em suas dimensões e formatos aos originais existentes, porém de qualquer cor já que serão posteriormente pintados;

Após a colocação do novo revestimento, segue-se a aplicação de uma demão de selador 100% acrílico, com a finalidade de uma melhor ancoragem e aderência à tinta a ser aplicada.

O acabamento final será dado através de duas demãos de tinta 100% acrílica, devendo-se ter aspecto final homogêneo.

AUTO VISTORIA

Voce esta em dia com a Prefeitura?

Agende uma visita sem compromisso.